Category Archives: Poesias

Amor é fogo que arde

Amor é fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente; É um contentamento descontente; É dor que desatina sem doer; f78c298e82c0

É um não querer mais que bem querer; É solitário andar por entre a gente;

É nunca contentar-se de contente; É cuidar que se ganha em se perder;

f78c298e82c0

É querer estar preso por vontade; É servir a quem vence, o vencedor; É ter com quem nos mata lealdade.

f78c298e82c0

Mas como causar pode seu favor Nos corações humanos amizade, Se tão contrário a si é o mesmo amor? Luiz Vaz de Camões

DESEJOS

desejo a você

Desejo a vocês…
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho.
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender um nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu.

Carlos Drummond de Andrade

lavender_girl

Ou toca, ou não toca

i6w2wwz4y3b

 

Não me prendo a nada que me defina Sou companhia, mas posso ser solidão.
Tranquilidade e inconstância. Pedra e coração.
Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono!
Música alta e silêncio. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser.
Não me limito, não sou cruel comigo! Serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer…
“Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato…”
Ou toca, ou não toca.

(Clarice Lispector)

Se eu Pudesse !

21ed3d53

Chegam os dias e vão se as noites,

mas percebemos que,a vida é muito curta para

nós,que tantas coisas temos para doar e fazer. 

4b271080     

Se eu pudesse viveria muito mais para poder te dar,dar-te carinhos e  afetos,dar-te beijos e caricias,dar-te palavras de conforto e amizade,fazer-te sonhar e delirar.

Sonhar com tudo que pudesse,para poder te fazer feliz.   

3edf9591

Carinhos e afetos temos com todos,todos aqueles que amamos,e com aqueles que adoramos.

Ah! como seria bom,se pudéssemos comandar as nossas vida se nossos sonhos. 

a9e909dc

Mas com certeza,o ser Superior, é que está certo,porque quanto mais aguentaríamos?,

Pois não podemos só doarmos e sonharmos,se nada recebemos em troca. 

5b263e92A dosagem está certa.temos o tempo necessário.

A nossa vida, só a DEUS pertence.

100724e9

AMOR !

romantika060
É uma palavra simples
Porém composta de vários sentimentos,

 

É uma palavra doce
Porém tempera qualquer relação,

 

É uma palavra pequena
Porém engrandece todos os sentimentos,

 

É uma palavra leve
Porém pesa em qualquer coração,

 

É uma palavra única
Porém alimenta milhares de seres,

 

É uma palavra minha
Porém tornou de nós dois,
um só coração.

AMOR E ÓDIO

1464616_10201141373363998_607930970_n

Amor e ódio.

Há quem pense que são antônimos. Discordo. Me parece que esses dois sentimentos são irmãos. Acho mesmo é que o amor e ódio andam de mãos dadas. Pois veja só, ninguém está tão suscetível ao ódio do outro quanto aquele que é amado. Ninguém pode odiar uma pessoa pela qual não tem ou não teve algum tipo de amor. O oposto do amor é a indiferença.

O amor é uma coisa muito difícil, o que …acaba implicando em imensas complicações em todos os relacionamentos. Amar é querer mais do que o outro pode lhe dar. É querer o impossível do outro. E ser amado é querer ser ainda mais amado.
Enquanto o amor ama, o ódio fica de olho. Por um deslize, o amante amado pode pôr todo um relacionamento por água abaixo.
De um dia pro outro tudo aquilo que se chamava de amor pode passar a ser chamado de ódio. No entanto, a presença do ódio muitas vezes não aniquila o amor. Somos capazes de odiar o fato de amarmos alguém, conseguimos odiar o amor do outro, amar o ódio do outro…amor e ódio nos colocam para dançar inúmeras coreografias.
Ambos os sentimentos são os dois lados da mesma moeda. O amor é mesmo paradoxal. Quer não querendo. Confia desconfiando. É um beijo de olhos abertos. Um voo sem asas.

Isso parece meio louco? Mas o amor, por si só, não é mesmo uma coisa sem razão? Querer fazer de dois, um é ir contra a lógica. Desejar ter o outro de corpo e alma, é ir contra as leis da física. Entregar uma parte valiosa de si nas mãos do outro, sem saber como é que esse outro vai cuidar de tamanha preciosidade… faz algum sentido?

Bem, mas o amor acontece justamente quando os sentidos não mais importam. O ódio também.

Josué o poeta

Eternamente Sua


frivolites-de-philtre-9

Eternamente sua

Serei eternamente sua pois,
só tu conheces meu cheiro,
meu gosto e meu corpo.
Tu podes me magoar,
me fazer calar e,
ainda assim serei eternamente sua.
Deixarei que beijes outras bocas,
que toques outros corpos,
que sintas o prazer de outros gemidos
e que conheças o íntimo de outros seres.
Deixarei.
Para ter a certeza de que
voltarás e que entenderás que
quando beijaste outra boca
– era a minha que tu querias,
que quando tocaste outro corpo
– era o meu que querias tocar,
que quando sentiste o prazer de outro gemido
– era o meu que querias sentir e, que,
finalmente, quando conheceste
o interior de outro ser
– era o meu interior que tu buscavas
em tuas infinitas procuras.
Deixarei-te livre, para teres a certeza
de que és meu e, assim voltar
com a certeza de que ficarás.
E então, depois de tantas buscas infindas suas,
revelarei-te que estava a sua espera,
assim como sempre estive.
E seremos eternamente nós.
(Autora: Tatiana V. Mattos)

550936_421153591285116_1885224694_n